Loading...

quinta-feira, 8 de julho de 2010



CATEDRAL GOTICA, uma bela arquitetura!

GOTICO CRISTÃO

GÓTICOS DE CRISTO SÃO RESPONSÁVEIS
Já para anular toda forma de pensamento de dúvidas e de muitos que não acreditam na conversão genuína e verdadeira dos Góticos Cristãos aqui já lhes falo que existe sim a responsabilidade e maturidade espiritual, por muitos que jamais dão um crédito de confiança aos Góticos Cristãos, por não conhecer a Cultura Gótica secular, mas atribuem como se fosse verdade e generalizam o secularismo da cultura gótica do mundo na vida dos cristãos como se fossem levar os góticos(as) cristãos ao matadouro, lhes escrevo que não é bem assim e aqui vou listar as comparações da Vida Gótica Cristã e a vida gótica secular:
1- Gótico cristão vai á baladas consciência de Filho(a) de Deus, sim dançam pois a dança já é diferente, não há apologia de dança erótica e de exibionismos de chamar a atenção de todos ao redor, e sim ouvem de montão a música gótica secular, curtem as bandas seculares sim e curtem de montão e tem sim, armazenados o acervo de música gótica secular, filmes góticos seculares, livros góticos seculares, teatro gótico secular, arquitetura, escultura, pintura, literatura gótica secular brasileira e estrangeira, isto é continuam com a vida secular mas não amando á esse mundo; curtem a vida gótica secular só que de maneira cristã vivendo para CRISTO sem cogitar e participar da vida secular não amando o secularismo, e não se tornando em ex-gótico(a) para ganhar os góticos não cristãos a´CRISTO.
2- Mantém a consciência de que a nova vida em Cristo não condiz com a vida de balada: fumo, álcool, prostituição, prosmicuidade, erotismos, pornografia, não á culto ao bmds (sadismo, sadomasoquismo, bondage), amigos exibionistas que induzem os góticos ao amor livre do tudo permitido como o famoso ficar, sexo grupal, traição como normal e aceito, drogas e a apologia ao curtir da vida adoidado e não estar nem ai com as conseqüências no futuro da dependência desenfreada e compusiva de baladas ao ponto de se limitar a viver só de baladas, amigos e muito sexo antes do casamento e não a existência do amor verdadeiro entre homem e mulher.
3- Não á apologia de aceitação de tudo o que acontece na vida gótica secular, MAS há um diferencial enorme entre viver e curtir, então por mais que não acreditem na conversão dos Góticos Cristãos fica a testificação do tipo de vida que os Góticos(as) cristãos levam e o tipo de vida em que levam os góticos(as) seculares levam:
DEUS CONHECE OS SEUS E OS CHAMA PELO NOME.
É PELO FRUTO QUE SE CONHECE A ARVORE.
PROCURE VASCULHAR TUDO DA VIDA DA PESSOA.
PERGUNTE DO TESTEMUNHO QUE A PESSOA PODE DAR Á RESPEITO DA VIDA EM CRISTO E PESSOAL E CONHEÇA ATÉ A CASA DA PESSOA E SUA FAMILIA.
PERCEBA BEM O COMPORTAMENTO E A CONDUTA DO GÓTICO(A) CRISTÃO NO QUE TANGE A TUDO DA VIDA E DO MUNDO E A VIDA GÓTICA SECULAR.
E TUDO ISSO ACOMPANHANDO NA PALAVRA DE DEUS E TIRANDO A SUA PRÓPRIA CONCLUSÃO; MAS NÃO LEVANDO O GÓTICO(A) CRISTÃO Á IRA, APONTAMENTO, JULGAMENTO, DESCONFIANÇA, NÃO CONCORDÂNCIA DE UM INOCENTE QUE VIVE O GÓTICO(A) CRISTÃO E DESCOFIANÇA SEMPRE NO ESTIGMA DE NÃO ACEITAÇÃO DO GÓTICO(A) CRISTÃO E A PALAVRA DE DEUS.
A TRANSFORMAÇÃO DA CONVERSÃO ACONTECE SIM E O ESPIRITO SANTO TESTIFICA NA DEFESA DO FILHO E FILHA DE DEUS MAS GÓTICO(A) SEMPRE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.
Então não há o que desconfiar, apontar, julgar, querer ser feitor e feitora querendo o pescoço do gótico(a) cristão na guilhotina, querer jogá-lo(a) na inquisição de morte, julgando ao ponto de colocá-lo no cabresto e toda forma de preconceito e discriminação, já existe toda forma de hostilidade e violência do mundo e não nem que ter isso na igreja no Corpo de Cristo.
Quanto á vestes de cemitério a veste como já foi escrevido não há como deixar de lado pois é a FARDA de evangelismo para góticos não cristãos e sim farda para chocar e ser muito diferente, farda pesada mesmo, pois e´melhor essa farda do que andar nú e nua dentro da igreja no Corpo de Cristo, se for perceber as vestes de certas irmãs e irmãos não góticos e estão mais para o erótico e indecência de prostituição do que para evangelizar os não cristãos. não góticos normais.
E ai? São questões para pensar detalhadamente para NÃO JULGAR DE TODA FORMA E GRAU um gótico(a) cristão.
DEUS trata a todos iguais e vê todos iguais, porque você quer tomar o lugar de Deus e julgar o gótico(a) cristão, que ser juiz, você é?
AI DAQUELES QUE LEVANTAM CONTRA UM SERVO E SERVA DE DEUS, SIM OS GÓTICOS(AS) SÃO SERVOS E SERVAS DE DEUS e por isso o RESPEITO é mais do que um mandamento, você deve amar os góticos(as) cristãos servos de DEUS e respeitá-los, se você não suporta os góticos(as) cristãos e não cristãos, você não é filho(a) e servo(a) de Deus e não é aperfeiçoado na ALIANÇA COM DEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.
SÓ PARECE:
Quando vês os góticos(as) cristãos e não cristãos, todos podem ter uma aparência em comum : o exótico de um visual gótico que só parece um cadáver ambulante com uma veste de cemitério quando está dentro de um caixão, roupas geralmente pretas e cores mais escuras, como vermelho, roxo, azul escuro, maquiagens pesadas e bem detalhadas com rosto pálido de pó branco no rosto, lápis preto bem realçado nos olhos e sombra preta, e só parece ser exótico que choca as pessoas ; mas só parece que os góticos cristãos estão vivendo trevas, só parece que amam a morte e o cemitério, só parece serem desequilibrados, esquizofrênicos, depressivos, drogados, hedonistas, luxuriosos, só parece que curtem a morte, só parece que curte a vida adoidado e só a noite, tristezas, melancolia, pesares, lamentações, choros, rebeldias, anti-sociais enfim TUDO ISSO SÓ PARECE COM GÓTICOS CRISTÃOS que sabemos que não vivem internamente tudo isso que relacionei; a tristeza é mantida, o choro é mantido, a lamentação é mantida, o amor á morte em Cristo é mantida (em Cristo), as idas ao cemitérios é mantido, as vestes de cemitério e funeral é mantido, o gosto pela Arte Gótica em Literatura, escultura, pintura, saraus, estudos acirrados do que tange á música gótica secular em todas as vertentes da música secular e cristã.
As vezes quem vê de fora as impressões dos leigos cristãos e não cristãos é que os góticos(as) cristãos e não cristãos é que são anti-vida, sendo que os góticos(as) cristãos são mais a favor da vida do que a morte e ser anti-vida que nem os não góticos(as).
Muitas impressões precisam ser abandonadas por aqueles que começam a conhecer a Cultura Gótica e a vida gótica, inclusive por aqueles que pertence á Cristo, pois na maioria das impressões SÓ PARECE, pois aqueles que são de Cristo, reconhece o que é de Deus e o que não é de Deus sem ser despersonalizado não sendo gótico(a) mais nas igrejas.
Então só parece no caso dos Góticos(as) Cristãos, agora os góticos(as) não cristãos já vivem literalmente a lista do que escrevi inclusive as vida hedonista como erotismos, pornografia, sensualidades, putaria literalmente extrema e doentia, os góticos não cristãos vivem literalmente as obras da carne descritas em GALATAS 5:16 AO 26.
Portanto queridos irmãos e irmãs, não julguem sem conhecer a cultura gótica em geral, sim ela tem base bíblica e dá para provar e a raiz da história gótica é bíblica, então vamos é mais nos unir não fazendo diferenças por culturas diferentes e estilos de vida, se Deus nesses dias atuais está levantando e preparando ministérios contextualizados para os dias modernos é porque ELE sabe da necessidade do CORPO DE CRISTO em alcançar Á TODOS mas nas estratégias e nas armas especificas para grandes salvações nesses dias dos sinais da Vinda Do Filho JESUS CRISTO prestes no estalar de dedos para o arrebatamento!!!!!!!!!!!!

O que é um gótico cristão?

“O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz." Isaías 9:2



A menos que você tenha se escondido debaixo de uma pedra nos últimos dois milênios, você provavelmente sabe o que são cristãos, e provavelmente sabe o que são góticos. Mas agora que você encontrou este site, e ficou olhando o título por uma hora, e finalmente, com uma expressão tola, exclamou: “Que que é Gótico por Cristo?” Sorte sua que eu escrevi um artigo explicando isso. [nota do tradutor: e eu traduzi... mwhauhauah]



Goticismo e Religião

Antes de tudo, vamos estabelecer umas coisinhas...

1) Goticismo não é uma religião, e não há um credo para todos os góticos.

2) Goticismo é estilo de vida amoral (nem certo, nem errado) que é compatível com qualquer religião do mundo.

Sim, eu sei de góticos ateus, agnósticos, pagãos, e satanistas, mas eles representam uma minoria do “domínio gótico” [da cena]. Eu também sei de góticos cristãos, judeus, mulçumanos, hindus, católicos, etc. Góticos ainda podem se vestir de preto, escrever poesia e ouvir música gótica enquanto continuam com seus credos pessoais.

Ser depressivo ou suicida não faz de ninguém um gótico. O “gótico” que pensa que isso é o que faz dele ou dela gótico, é um poser. Ele ou ela perdeu o real espírito do goticismo. Goticismo é simplesmente encontrar beleza na vida – incluindo nas áreas em que as pessoas não querem encontrar beleza, como na morte, dor, etc. Isso normalmente inclui, mas nem sempre, vestir preto ou ser artístico.

Não há nada de imoral ou louco em ser um gótico, mas os góticos têm esses estereótipo [de imoral e louco] por causa dos carnais medos da morte ou do “escuro” do homem. De fato, os góticos cristãos são normalmente os mais góticos, porque eles se focam no aspecto intelectual do goticismo, ao invés de chocar os valores com tatuagens e piercings e, ou, se declarando homossexuais.



O que é goticismo?

Um companheiro gótico providenciou uma lista do que é ser um gótico, que pode ajudar no seu entendimento do que o termo gótico significa:

 Você sente a necessidade de passar um bom tempo criando coisas (música, arte, poesia, filosofia, contos e etc).

 Seus esforços criativos são, normalmente, descritos como negros, chocantes, amedrontadores, mórbidos ou “apenas” estranhos.

 Você gosta de museus e centro culturais.

 Você entende e gosta de Shakespeare, Shelley, Browning [ou, para os brasileiros, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, entre tantos outros] os muitos outros autores com obras similares sem ter que ler as notas de rodapés.

 Você sabe a diferença entre niilismo e existencialismo, mesmo que não viva por nenhum deles.

 Você gosta de música de todos os tipos, contanto que tenha o “conteúdo” que você tanto gosta.

 Você é uma pessoa muito sensual (atento as cores, texturas, sons, sabores e fragrâncias).

 Você não entende porque as pessoas perdem tanto tempo assistindo TV.

 Você não se sente confortável em parecer como todos as outras pessoas que você conhece.

 Você se sente confortável em ser você mesmo, mesmo que ninguém ao seu reder tenha algo em comum com você.

 Você imagina o “por quê” muito, e vem sempre com respostas interessantes.

 Você imagina “como” muito, e normalmente descobre por si só.

 Você não simplesmente rejeita algo só porque não o compreende.

 Você baseia suas opiniões nas pessoas em como elas são e em como elas agem, ao invés de em como elas parecem ser.

 Você não tem medo do desconhecido.

 Você não tem medo do escuro.

 Você teme a mediocridade.*



Eu peço para que este artigo tenha ajudado a você num melhor entendimento e apreço pela sub-cultura gótica e no que significa ser cristão e gótico.




Com amor no sangue de Cristo

goticos

Por acaso você já viu um pessoal que se veste todo de preto, geralmente maquiado com olhos escuros e pele pálida e que são conhecidos por visitarem cemitérios à noite? Eles são chamados de góticos e costumam vagar pelas grandes metrópoles do Brasil assustando as pessoas mais conservadoras com seu visual pesado e sombrio.

O estilo gótico surgiu na cena pós-punk dos anos 80 com bandas comoJoy Division, The Sisters of Mercy, Bauhaus, Siouxsie and the Banshees,The Cure entre outras. O termo gótico define um estilo arquitetônico medieval de igrejas dos séculos 12 a 15 na Europa. Durante a Idade Média, a invasão de povos bárbaros influenciou a arte européia com imagens de monstros como as gárgulas e os vampiros, por exemplo. Daí os góticos tiraram o gosto pelo sinistro e uniram ao ideal romântico de viver a vida – o sofrimento por amor, o interesse pelo além etc.

Para Javier Muniain, 17, que tem o estranho apelido de "Anjo em Pranto", o gótico é uma cultura. "Não é algo fechado. Cada gótico tem sua idéia do que é ser gótico", diz. Ele mesmo é um integrante desta tribo e explica que os góticos adoram literatura, artes plásticas, música e cinema. Ele quer ser cineasta, estuda teatro e tem uma vida como qualquer outro garoto da sua idade – estuda, namora, freqüenta baladas góticas com os amigos. É claro, que tudo em sua vida está muito ligado à um mundo de trevas. Lembra do Batman? O visual gótico é como o das histórias deste herói – cidades escuras, pessoas atormentadas e um mundo de fantasias que faz a gente ter medo da própria sombra. Segundo Javier, o rótulos são uma limitação e a personalidade da pessoa não é influenciada pelo pensamento gótico, mas ao contrário – pessoas que já tem uma inclinação para gostar de coisas mórbidas é que se identificam com o mundo gótico.

Elen Cristina de Souza, 17, também acredita que o mundo gótico acolhe pessoas que já se sentem "diferentes". "É um estilo especial de viver, uma filosofia diferente, um mundo mais romântico", diz. Elen, que só sai depois das 20 horas, explica o interesse que muitos góticos têm por cemitérios (eles pulam os muros de madrugada e muitas vezes são pegos pela polícia): "É um lugar calmo para refletir sobre a vida onde as pessoas conversam, bebem vinho e, às vezes, fazem amor".

Muitas pessoas acham que os góticos incentivam o suicídio, mas, para Elen, suicidar-se nada tem a ver com ser gótico, mas com ter problemas e querer fugir deles. Ela diz que já pensou em suicídio por causa de uma crise de depressão – doença muito comum entre adolescentes – e não por conta da filosofia de sua tribo. Elen, como a maioria dos góticos de São Paulo, freqüenta o Madame Satã – bar de São Paulo onde todo mundo costuma dançar sozinho virado para a parede como forma de introspecção.

Um lugar ótimo para conhecer gente diferente e encontrar pessoas que pensam como você, é a Internet. Muitos góticos têm blogs e sites o que facilita o encontro e a comunicação entre eles. Ana Lúcia, 20, é uma gótica escritora e fotógrafa que tem dois blogs o Câmara Obscura e o Goth."A Internet é um tremendo espaço para colocar suas idéias e falar sobre cultura", explica Ana. E, além disso, é grátis! Todo mundo pode ter seu site e seu blog e trocar informações e conhecer gente.

Ana não anda sempre vestida "à caráter" - com roupas escuras e maquiagem pesada. Ela explica que teve de se adaptar ao mundo: "No trabalho, por exemplo, não dá para ir vestida assim". Ana estuda jornalismo e já faz fotos no melhor estilo gótico.

Jogos de RPG costumam instigar esse lado fantasioso dos góticos porque assim eles podem viver um personagem, ser alguém diferente. Segundo Ana,esse jogo "abre campo para a imaginação das pessoas".

Parece que para todos os góticos entrevistados, o visual importa bastante, mas ao contrário do que a maioria das pessoas costumam pensar, ele é apenas uma maneira de exteriorizar o que esse pessoal tem dentro de si. Usar roupas escuras, usar maquiagem e agir de um jeito "meio estranho", como diz Ana, é só uma maneira de a pessoa expressar melhor ao mundo quem é de verdade.

Todos eles se tornaram góticos não porque o visual os atraiu, mas porque já se sentiam diferentes e acabaram achando gente que pensava como eles.



Texto original de Ana Cândida

quarta-feira, 7 de julho de 2010

BANDA SEPOLCRUM

Em 1994, na cidade italiana de Roma, um grupo de jovens músicos, dissidentes da banda Sepolcrum, reuniam-se para dar início a um projeto que, além da proposta musical, buscava uma identidade visual e cultural com o mito dos vampiros. Para tanto, a banda foi batizada como Theatres des Vampires, em alusão às citações das obras da escritora norte-americana Anne Rice.

A primeira demo foi lançada em março de 1995: Nosferatu, Eine Simphonie Des Grauens. Em dezembro iniciaram-se os preparativos do álbum de estréia. Entretanto, a banda enfrentou problemas quando o baterista abandonou a formação no início das gravações. Mas, no ano seguinte, foi lançado o primeiro álbum oficial com o polêmico e sugestivo título Vampyrìsme, nècrophilie, nècrosadisme, nècrophagie. Este álbum traz nove faixas muito próximas do que pode ser classificado como Black Metal. As músicas Ancient Vampires, Woods of Valacchia e Vlad the Impaler deixam claras as referências culturais nas quais a banda se apóia.

Já em 1999, já pela gravadora inglesa Plastichead, o Theatres des Vampires lançou o segundo disco: The Vampire Chronicles. Este álbum soa mais como uma continuidade do primeiro trabalho sem acrescentar grandes inovações e, sem, no entanto, soar repetitivo. Em Londres, o Theatres des Vampires se apresentou no festival Vampyria III. No ano seguinte, a banda já preparava o material de composição do próximo álbum enquanto apresentava-se no famoso festival Gods of Metal, na Itália.

Bloody Lunatic Asylum foi lançado em 2001. Ao longo de suas 11 faixas já é possível perceber os arranjos mais sofisticados e o aprimoramento instrumental e vocal em relação aos primeiros discos. Este álbum inclui, na tradicional temática vampírica adotada pela banda, algumas referências ao satanismo, como nas músicas Dances with Satan e Les litanies de Satan. Em seguida foi lançado o EP Iubilaeum Anno Dracula que contém sete faixas, sendo uma a versão "Club Mix" de Dances with Satan.

Em 2002, o Theatres des Vampires enriqueceu sua discografia com o álbum Suicide Vampire. Com oito faixas e mais duas "Bonus Track", o álbum dá seqüência à reformulação musical iniciada no disco anterior. Suicide Vampire é mais melodioso e menos agressivo que os primeiros trabalhos. A segunda faixa, Lilith Mater Inferorum, recebe uma versão videoclipe.

No ano seguinte, Vampyrìsme é lançado como uma releitura de Vampyrìsme, nècrophilie, nècrosadisme, nècrophagie. Este disco traz ainda quatro "Bonus Track" com a participação de Valor Kand (Christian Death) e Gian Pyres (Cradle of Filth). Neste momento, a banda já passa a ser classificada pela imprensa especializada como Gothic Metal e faz uma turnê européia ao lado de Christian Death. Em 2004, é lançado promocionalmente um "boxset" com quatro álbuns: The Vampire Chronicles, Bloody Lunatic Asylum, Iubilaeum Anno Dracula e Suicide Vampire. Em maio do mesmo ano, é lançado o quinto álbum oficial e inédito.

Nightbreed of Macabria traz quinze faixas e um bônus que podem ser caracterizadas como Gothic Metal; sem, no entanto, abandonar a temática relacionada aos vampiros e ao satanismo. Neste momento, um dos fundadores da banda, Lord Vampyr, abandona a formação. Sonya Scarlet é convidada para substituí-lo. Em seguida, a música Angel of Lust ganha uma versão videoclipe.

As performances live da banda são teatrais e dramáticas, destacando-se em festivais e turnês. Durante os shows, Sonya Scarlet corta-se com uma navalha e oferece o sangue ao público. Obviamente, esta prática passa a ser proibida pelas autoridades por ser considerada um "estímulo ao suicídio e a auto-mutilação".

No ano de 2005, a banda grava e lança o álbum Pleasure and Pain. Nove faixas e dois bônus compõem o sexto álbum oficial que ratifica a proposta Gothic Metal e distancia-se cada vez mais do Black Metal dos anos anteriores. No ano seguinte, é lançado o DVD The Addiction Tour com apresentações ao vivo das performances em Zagreb (Croácia), Londres, Praga e Berlin; além de videoclipes e entrevistas.

Já em 2007, o Theatres des Vampires presenteia os fãs com um álbum duplo: Desire of Damnation. O primeiro CD deste boxset traz apenas gravações ao vivo do tipo "Greatest Hits"; enquanto que o segundo CD traz algumas regravações e outras inéditas. A faixa Bring me Back ganha uma versão videoclipe produzido através da animação gráfica. Entre agosto e setembro, a banda realiza uma turnê latino-americana. A apresentação no Brasil ocorreu no dia oito deste mesmo mês, em São Paulo. Em março de 2008, a banda se apresentou em festivais na Itália e Rússia. Enquanto isso, o próximo trabalho já estava em andamento.

Lançado em maio de 2008, Anima Noir é o álbum mais recente da carreira do Theatres des Vampires. O trabalho traz dez faixas, entre elas a música Rain (originalmente gravada pelo The Cult) como um de seus destaques. A produção demorou seis meses e, segundo a própria banda "Anima Noir traz dez faixas de puro vampirismo, letras românticas, vozes líricas, guitarras e baterias poderosas. Todos os elementos do Theatres des Vampires estão de volta nesta nova produção". Atualmente, a formação da banda é Sonya Scarlet (vocal), Fabian Varesi (teclados), Zimon Lijoi (baixo), Stephan Benfante (guitarra) e Gabriel Valerio (bateria).

Em todos estes anos de carreira, o Theatres des Vampires oscilou entre a agressividade e a violência do Black Metal ao romantismo rebuscado do Gothic Metal, sendo classificada até mesmo como "Vampiric Metal"; enquanto que as letras abordam temas decadentes e românticos, buscando referências em autores como Baudelaire e Rimbaud. Neste período, vários músicos participaram da formação, contribuindo para o crescimento e amadurecimento musical. Mas, de qualquer forma, a banda não perdeu suas referências originais. Pelo contrário, a proposta musical foi fortalecida através da própria temática adotada. Enquanto que a teatralização das performances sobre o palco ajudou a ratificar e potencializar sua identidade para que o Theatres des Vampires ocupe seu merecido destaque no cenário do Metal.